Bláblábla e receita de couve-flor gratinada…

http://www.vidademargarina.com.br/wp-content/uploads/2014/04/IMG_20140421_074202-1024x1024.jpghttp://www.vidademargarina.com.br/wp-content/uploads/2014/04/IMG_20140421_074202-1024x1024.jpghttp://www.vidademargarina.com.br/wp-content/uploads/2014/04/IMG_20140421_074202-1024x1024.jpghttp://www.vidademargarina.com.br/wp-content/uploads/2014/04/IMG_20140421_074202-1024x1024.jpgBláblábla e receita de couve-flor gratinada…

A vida no novo apartamento está uma delícia!! Se antes de fechar ele já era meu queridinho, agora então… Estou apaixonada por esse novo cantinho e adorando ver todas as nossas coisas no lugar.

Tenho acordado super cedo e novas rotinas foram criadas por aqui, como tomar café da manhã na varanda, aproveitando o sol e a paisagem, enquanto o jornal nos deixa um pouco informado do que acontece no mundo. A Melzinha que de boba não tem nada, também já tem seu espaço escolhido.

Voltamos a alimentação saudável (nossa saúde agradece) e agora vamos a feira comprar frutinhas, verduras e legumes para a semana (além do pastel que é uma delícia). Achei o preço muito melhor que o do OBA (apesar que lá tem mais variedade) e pela facilidade, acabei comprando bem menos do que costumava comprar antes (já que irei toda a semana).

Outra coisa que estou amando é ir a pé até a padaria. Tudo bem que parece ser algo simples e ridículo, mas primeiro que antes não tinha padaria tão pertinho de casa e segundo que a região próxima a Giovanni Gronchi está super perigosa e ultimamente, o conselho era não ficar do lado de fora da portaria do prédio nem para esperar alguém (percebem??). Quem mora por ali, entende o que estou falando e esse foi um dos pontos para a gente mudar de bairro. Claro que perigo existe em todos os lugares e São Paulo está muito complicado, mas seria comparar o risco de atropelamento atravessando fora da faixa de pedestre numa rua de bairro ou na Marginal Pinheiros. Aqui tenho uma sensação maior de segurança.

Estou amando o forno elétrico (o bolo fica maravilhoso, assim como o frango, as batatas e tudo que fiz até agora) e tenho usado bastante. Ontem fiz uma couve-flor gratinada light que ficou uma delícia e é super facinho de fazer. Como a Cami do superbonitasbycami pediu a receita, vou colocar no final do post. A única coisa é que essa é uma daquelas recitinhas que eu adaptei para ficar levinha e a receita é super de olho… Então, né? Quem se arriscar a fazer, aconselho que já tenha uma certa experiência na cozinha para conseguir ir ajustando o ponto.

Então é isso… Estou toda felizinha (não que antes não fosse) e como sempre, aproveitando cada bom momento, sorrindo por coisas simples (que costumam ser as melhores quando a gente valoriza), saltitando pelas coisas boas demais (que faz o coração bater mais forte e entram na lista de super especiais), deixando de lado o que é chato (e não acrescenta, não faz bem, é amargo tipo suco de limão passado) e assim, dia-a-dia, vou colhendo boas recordações,  daquelas que fazem valer a pena olhar para trás e ter certeza que a vida valeu a pena.

Caminhando nas nuvens?? Nãããão… Voando sobre elas!! (suspiros…)

IMG_20140429_170158

“Couve-flor Gratinada – Light”

– 1/2 couve-flor cortada em pequenos buquês

– 02 xícaras de leite desnatado

– 01 colher de sopa de cream cheese light (bem cheia)

– 02 colheres de maizena

– 01 colher de sopa de queijo ralado (rá… isso de light não tem nada)

– 01 torrada light

– temperos

 

Modo de fazer:

Coloco os pedaços de couve-flor numa panela, com os temperos (aqui uso um tablete do Vitalie da knorr, sabor legumes e um pouco de alho em pasta), vou refogando (só que no lugar de óleo, uso água) até dar uma dourada (sim, com pouco de água por vez e um tanto de paciência mexendo, ela fica um pouco douradinha). Daí acrescento o leite e o cream cheese, mexo até ferver e coloco a maizena (já diluída em dois dedos de água, assim não empelota) e mexo por mais uns 3 minutinhos. No total, deve dar uns 15 minutos no fogão.

Daí coloco tudo numa travessa, trituro a torrada até virar farinha, misturo ela com o queijo ralado, salpico por cima e levo ao forno para dourar.

Essa quantidade dá para umas quatro pessoas.

2 Comments Added

Join Discussion
  1. Cami 30 de abril de 2014 | Responder
    Uhuuu receitinha anotada!!! Afff Keylinha, tô doida pra comprar um forno elétrico... deve ser uma mão na roda na cozinha... Bjoka procê e pra Melzinha fófis!!! Cami
    • Keyla 30 de abril de 2014 | Responder
      Oi Cami, eu sempre tive fogão com forno (na verdade, as casas que morei sempre tiveram.. hahaha), mas aqui é fogão cooktop com 05 bocas (ótimo) e um forno elétrico que estou amando demais. Não imagina que a diferença era tanta, principalmente no tempo de preparo. Sem dizer que fica tudo molhadinho. Testa a receita e depois me conta o que achou. bjs

Deixe uma mensagem

Imagem CAPTCHA

*

Limpar tudo